A FAMÍLIA DOS DUQUES DE CADAVAL

O título de Duque de Cadaval foi criado pelo rei Dom João IV no dia 26 de Abril de 1648, data de nascimento do infante Dom Pedro, futuro rei Dom Pedro II. O primeiro duque de Cadaval foi D. Nuno Álvares Pereira de Melo (1638-1727),
filho de D. Francisco Manuel de Melo, um dos pilares da restauração da independência nacional em 1640, de quem D. Nuno viria a herdar também o título de conde de Tentúgal e marquês de Ferreira.

Com o acumular de poder, heranças e títulos, D. Francisco Manuel de Melo passou a ser um dos nobres mais poderosos do reino, para cujo vasto património muito contribuiu a luta desta família pela causa da independência nacional desde 1580 e com ponto alto na restauração em 1640.

Os duques de Cadaval têm a mesma varonia da Casa Real de Bragança, uma vez que descendem da Casa de Bragança por D. Álvaro, filho do 2º duque de Bragança e sua mulher, D. Joana, filha do 2º senhor de Cadaval. Todos os duques de Cadaval descendem do primeiro rei de Portugal, Dom Afonso Henriques e do Santo Condestável, Dom Nuno Álvares Pereira. Entre os inúmeros privilégios da Casa dos Duques de Cadaval, contava-se a autoridade senhorial de poder nomear e confirmar as vereações municipais, podendo nomear ouvidores, escrivães, inquiridores, contadores e outros nas terras da sua jurisdição.

Desde 1648 e até à atualidade, o ducado de Cadaval conta com 11 titulares. Dom Jaime, o 10º duque de Cadaval, faleceu em Lisboa a 1 de Agosto de 2001, deixando viúva Dona Claudine e duas filhas, Dona Diana, então solteira, e Dona Alexandra. A atual duquesa de Cadaval, 11ª titular, é a filha mais velha do casal, Dona Diana Álvares Pereira de Melo, SAR a Princesa Diana d’Orléans, duquesa de Anjou, que casou a 21 de Junho de 2008, na Sé Catedral de Évora, com SAR
o príncipe Charles-Phillippe d’Orléans, duque de Anjou, descendente dos Reis de França. O casal tem uma filha, SAR
a princesa Isabelle d’Orléans, nascida em Lisboa, a 22 de Fevereiro de 2012.